quarta-feira, 8 de setembro de 2010

REFLEXAO: A TRANSFORMAÇÃO DA BORBOLETA

A transformação da Borboleta

“A alma é uma borboleta…
há um instante em que uma voz nos diz
que chegou o momento de uma grande metamorfose".
Rubem Alves

A vida das borboletas começa com os ovinhos. Uma borboleta é capaz de pôr até 500 ovos, do tamanho da cabeça de um alfinete. Depois de pôr os ovos, a borboleta morre.
Do ovo, posto numa folha de árvore, nasce uma pequena larva que se alimenta comendo as folhas onde se encontra. A medida que vai comendo, vai crescendo, até transformar-se numa lagarta que começa a produzir uns fios de seda parecidos com uma teia de aranha. Um por um ela vai tecendo esses fios até formar um casulo que fica pendurado num galho.
A lagarta fica dentro deste casulo, que mais parece uma folha seca e morta, pendurada, pronta para cair. Durante este período, ela vai se transformando, ate que, após duas ou três semanas, algo estranho começa a acontecer. O casulo vai sendo rompido, e dali sai uma linda borboleta, movendo todas as partes do seu corpo, para conseguir se libertar.
A lagarta, enquanto estava encolhida no seu casulo, deixou-se transformar numa borboleta para continuar a vida.
A borboleta, bela, colorida, cheia de vida, vai, como que em forma de dança, voando de flor em flor, misturando-se com o colorido e a vida das flores. Como se não bastasse a vida que ela representa, ainda promove a vida, pois na dança, à procura do néctar, a borboleta facilita o contato entre as plantas, realizando a polinização.
A Borboleta é o símbolo da transformação por causa do seu processo de transmutação de lagarta em inseto alado. Suas asas, com desenhos coloridos e perfeitos nos encantam, elas possuem leveza, ritmo de vôo, silêncio e graça ao pousar para se alimentar das flores. Mesmo com sua aparente fragilidade e delicadeza, as borboletas conseguem atravessar oceanos!
É conhecida como “Pássaro da Alma” e nos remete a importância de estarmos conectados com nossa essência, com nosso Ser.
Viva o seu momento presente como um presente e, com a leveza das asas de uma bela borboleta em seu vôo matinal, atravesse todos os oceanos (crises) de sua vida!
Sinta-se merecedor de ser feliz!

“Justo quando a lagarta achava que o mundo tinha acabado ela virou uma borboleta...”

Nenhum comentário:

Postar um comentário